quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Um Gosto de Amor - Susan Mallery

Um Gosto de Amor - Susan Mallery

As Irmãs Keyes 02


Se ela tivesse uma vida mais de pecadora do que de santa… “Responsabilidade” deveria ser um dos sobrenomes de Nicole Keyes. Afinal, não é todo mundo que se dispõe a sacrificar a própria vida para comandar a confeitaria da família e educar Jesse, a irmã caçula. Mas agora que Claire, sua gêmea, está alegremente casada enquanto Jesse deixa para trás o jeito de menina da casa de lado para se tornar uma femme fatale, a superconfiante Nicole cansou de colocar as necessidades dos outros antes das suas! Até Hawk entrar na sua vida. Ao lado do ex-jogador de futebol americano Nicole sente o gosto da liberdade que sempre buscou. Hawk parece conhecer de cor o caminho para seu coração, mas ela não vai deixá-lo se aproximar demais a ponto de parti-lo. Porém, é claro que se o passado dele continuar vivo no presente, ela não terá muita escolha… 






Opinião sobre o livro:

     Um gosto de amor é o segundo da Trilogia: As Irmãs Keyes, que narra as historias de três irmãs: as gêmeas Nicole e Claire e a caçula Jesse. (Para saber mais clique AQUI)  

Sheila estava grávida? Até aquela cadela teria a própria família? Primeiro
Claire, depois Jesse, e agora a cadela? Isso era justo? 
Nicole reprimiu um soluço. Ela queria uma família também. Queria pertencer a
alguém, ser amada e ter bebês. Mas isso iria acontecer? Nããããão! 
  
      Nicole Keyes definitivamente não está tendo um ano muito bom, acabando de se recuperar de duas cirurgias: uma de vesícula biliar e outra do joelho, logo teve que lidar com a traição de seu ex marido com Jesse, sua irmã mais nova. Além de se reconciliar com Claire, a irmã com quem nunca teve a chance de conhecer graças a sua carreira musical. Ainda que Claire e Nicole estão em climas amigáveis agora, felicidade está a metros de distancia de Nicole. Mesmo sabendo que seu casamento com Drew foi um erro desde inicio, ela acredita que encontrar um homem que realmente se preocupe é uma causa perdida. Ela é a irmã responsável, aquela que nunca teve uma vida social então está mais do que convencida que ela deve apenas seguir em frente. Até ela conhecer Hawk.

— Melhor me sentir tentada por um doce do que por um homem — ela
lembrou a si mesma. 
Doces gostosos poderiam deixar uma mulher gorda, mas um homem poderia
partir seu coração e deixá-lo em pedaços, sangrando. Apesar de a cura para o
primeiro problema — dieta e exercícios — não ser muito agradável, era alguma
coisa com a qual poderia lidar. Mas a cura para um coração partido era no
mínimo incerta. Distância, distrações, ótimo sexo. Naquele momento, Nicole
não tinha nenhuma dessas coisas em sua vida. 

Quando Nicole pega o adolescente Raoul, quarterback estrela da escola secundaria local, tentando roubar rosquinhas de sua padaria, Hawk, o treinador do garoto, tenta convencê-la a não chamar a policia. Mas graças ao pedido de desculpas e a aceitação da responsabilidade por parte do garoto e a intervenção dominadora exercida pelo treinador, Nicole acaba se acalmando e concorda em deixar o adolescente trabalhar na padaria para pagar a quantia que lhe deve, em vez de tê-lo preso.

Nicole ponderou sobre o que deveria fazer. Roubar era errado, mas ela não
queria punir Raoul apenas para dar o troco no sr. Presunçoso. O fato de o
treinador dele ser um conquistador/possivelmente ex-modelo de roupas
íntimas/atleta não era culpa de Raoul.


Eric Hawkins, um ex astro da NFL, que se casou enquanto ainda estava no colegial, quando ela ficou grávida. Após sua morte, ele se aposentou e se tornou treinador da escola secundaria, a fim de se dedicar a filha. Hawk se vê atraído por Nicole desde o primeiro momento, e faz

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Um Gosto de Vida - Susan Mallery

Um Gosto de Vida - Susan Mallery 

As Irmãs Keyes 01


Existe algo mais doce do que o primeiro amor?
Não pergunte para Claire Keyes. Aos 28 anos, ela é considerada um prodígio do piano. Porém, em seu currículo amoroso não há um relacionamento sério, tampouco um caso de verdade. Sua carreira de concertista deixou pouco espaço para amigos e parentes. E é por esse motivo que Claire não visita Nicole e Jesse, suas irmãs, nem a tradicional confeitaria da família há anos. Mas agora Nicole está doente e já faz tempo que Jesse desertou. Sem considerar o fato de Claire não saber botar água para fever, ela está determinada a bancar a dona de casa. Criar laços com as duas irmãs está no topo de sua lista... junto com se apaixonar ou, pelo menos, ser seduzida pela primeira vez. Apesar de ser um homem tão atraente quanto sério, pode ser que Wyatt se encaixe nos planos de Claire. Embora não pare de dizer que ambos vêm de mundos diferentes, ele fica mais aceso do que forno de padaria sempre que ela se aproxima. Se continuar assim, talvez Claire dê a ele uma chance... e deixe um gostinho de quero mais. 




Opinião sobre o livro:


Esse é o primeiro livro da Trilogia: As Irmãs Keyes, baseadas em três irmãs co-proprietárias de uma famosa padaria, com um bolo de chocolate de morrer. Mas, com muitas desavenças a serem acertada. Enquanto Claire é a criança prodígio que vira as costas para sua carreira e retorna a Seattle para começar uma nova vida, e se choca ao descobrir a animosidade que suas irmãs sentem em relação a ela. Para sua gêmea Nicole, que viveu sobrecarregada com a responsabilidade de administrar a padaria da família e criar sua selvagem irmã mais nova, a vida lhe pareceu injusta. Para sua irmã mais nova, Jesse, a crença de que ninguém a queria a fez imprudente e selvagem, até ela perceber o quanto precisa de sua família. Todas três têm sido infelizes no amor, mas elas tão prestes a ter seus mundos virados de cabeça para baixo, por um inesperado romance e uma recém-descoberta ligação com a família que havia sido perdido.   


Surpresa nem começava a descrever o que Claire estava sentindo. Não via a irmã caçula há anos. Desde o enterro do pai delas, quando tentara retomar o contato com a família que lhe restara, mas fora avisada de que não era bem vinda, jamais seria, e que se fosse atropelada por um ônibus, nem Jesse nem Nicole — que era gêmea de Claire — se importariam em pedir socorro. 

Esse primeiro volume é sobre Claire Keyes, a criança prodígio que depois de um primeiro encontro surpreendente com o piano aos três anos de idade, desde então passa a ter aulas e praticar até os seis anos quando sai de casa com sua avó para começar a carreira como pianista clássica. Enquanto acumulava fama e fortuna ela vivia uma vida rigidamente programada, limitada e só. Com sua exigente agente controlando quase todos os aspectos da sua vida, só pra ter uma ideia ela cresceu sem nenhuma ideia de como limpar, cozinhar, ou qualquer coisa do tipo e para piorar o cansaço e o estresse constante vem fazendo o que ela sofra ataque de panicos. 


Sabia quando as coisas haviam começado a dar errado com Nicole. Sabia qual era o problema. Então por que não conseguia resolvê-lo? 
Mas isso realmente importava? Afinal, ela estava ali, agora, determinada a fazer com que Nicole e Jesse se tornassem parte de sua vida. Não importava o que dissessem ou fizessem, não iam conseguir se livrar dela. Iria fazer com que a amassem, e ela as amaria de volta. As irmãs eram sua família, e isso era o mais importante de tudo. 

Claire sente falta de casa e de sua irmãs, e anseia por uma vida normal, com uma família feliz. No entanto sua irmã Nicole vê as coisas totalmente diferentes, deixada para trás praticamente com a responsabilidade de cuidar de sua irmã mais nova Jesse, e assumir tanto as tarefas domesticas como as das padaria da família, assim que a mãe morre. Nicole viveu

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Para Sir Phillip, Com Amor - Julia Quinn

Para Sir Phillip, Com Amor - Julia Quinn

Os Bridgertons #5

Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos. Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro. 


Opinião sobre o livro:

Eloise Bridgerton faz algo fora do normal, foge na calada da noite para se encontrar com o homem com quem vem se correspondendo através de cartas. Sir Phillip Crane fica chocado ao encontrar Eloise em sua porta, inesperadamente. E se surpreende ao descobrir que ela não é nenhuma solteirona, desinteressante e caseira como ele imaginou que fosse. Ele se destina a oferecer um casamento a Eloise, mas essa forte visão de beleza espera alguma aparência de namoro antes de dizer "sim". Será que Phillip encontrara uma maneira de colocar o passado para trás e abraçar o amor que Eloise tem a oferecer? 

- O que está fazendo? - perguntou ela.
- Estava preocupada se por acaso não nos adaptávamos bem - disse-lhe ele.
Ela abriu a boca.
Phillip se aproximou.

- Acho que chegou a hora de lhe demonstrar que não tem por que preocupar-se.


Aos vinte oito anos e firmemente "na prateleira", Eloise Bridgerton estava feliz com sua vida de solteirona, ou assim ela pensou. Dentro dos braços de sua grande família, ela nunca se sentiu pressionada a se casar. Ela até teve muitas ofertas de matrimonio mais com uma irmã e três irmãos casados e felizes com suas historias de amor, e então escolheu o caminho mais conveniente já que ela não é de se contentar com pouco. A medida que os anos se passam, desde sua estreia, Eloise se torna cada vez mais acostumada a ideia de uma vida de solteira, especialmente com sua amiga e confidente, Penelope ao seu lado. Mas, então, Penelope se casa com seu irmão, Colin. E enquanto ela está feliz pelas duas pessoas que mais ama no mundo,ter encontrado a felicidade juntos, ela não podia deixar de se sentir só. 

Mas agora Penelope tinha Colin e Eloise sabia que faziam um casal perfeito. E ela estava 
sozinha. Só em meio de uma Londres a transbordar. Só em meio de uma família numerosa e muito carinhosa. 

Era difícil imaginar um lugar mais solitário.

E assim quando Sir Phillip Crane, marido viúvo de sua prima, Marina. Com quem vem se correspondendo em segredo, a convida para passar um tempo com ele para se conhecerem melhor e caso se derem bem , se casarem. Desesperada para reivindicar uma chance na vida

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn

Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn
Os Bridgertons #4


Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres. Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade. Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum. Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente.No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.Em Os segredos de Colin Bridgerton, quarto livro da série Os Bridgertons, que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn constrói uma linda história que prova que de uma longa amizade pode nascer o amor mais profundo.


Opinião sobre o livro:

Os segredos de Colin Bridgerton, é mais uma soma a esplendida Saga: Os Bridgertons. Se você ainda não leu um dos três romances anteriores, este sem duvida vai encoraja-los a fazer. Esse livro provou ser o ponto culminante dessa série, vemos dois dos personagens mais inesquecíveis e improváveis se apaixonar. Penelope Featherington, o saco de pancadas favoritos da colunista Lady Whistledown. Colin Bridgerton, o nômade desprendido dos Bridgertons, que acaba de chegar do Chipre a procura de uma direção na vida que vai leva-lo a um proposito. O estranho é que a visão que ele tinha de Penelope ficou para trás dando lugar a um desejo incomparável, um pouco desconcertante e ela ainda esconde um grande segredo o que torna tudo ainda mais intrigante. O que será que Lady Whistledown tem a dizer sobre um jogo tão absurdo e improvável?!  

Todos têm segredos. Sobretudo eu. - Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown, 14 de Abril de 1824.    

Penélope Featherington sabia desde o inicio da sua prematura primeira temporada, que estava destinada a vida de solteirona. Quando dois dias antes de seu aniversario de dezesseis anos ela cai desesperadamente apaixonada por Colin Bridgerton. A tímida, gorda e desajeita senhorita Featherington cai duro pelo arrojado e desprendido irmão de sua melhor amiga Eloise, amor esse que estava destinado a permanecer não correspondido pelos próximos 12 anos. O incidente no parque, que lhe roubou o folego ficou com ela durante os longos e solitários anos, mas e no ano de 1824 que a sorte de Penélope começa a mudar.

"Ela tinha conhecido ao Colin uma segunda-feira.
Ela o tinha beijado uma sexta-feira.
Doze anos mais tarde. 
Ela suspirou. Parecia bastante patético."

Nunca considerada um sucesso social, e agora se aproximando dos 28 anos. Penélope se conformou com o titulo de solteirona. Ela abraçou com grande dose de serenidade seu destino, e esta determinada a continuar assim, ou assim ela pensa. Até Colin retorna de sua ultima viagem e a onda de fofocas começar a girar mais uma vez em torno do elegível Bridgerton. Quando ela se depara com um dos segredos de Colin ela começa a se perguntar se realmente conhece o homem que ela vem a amando durante anos e se assim pode o confiar com um de seus segredos. 

-Não se passa um dia sem que me veja obrigado a parar para pensar que demônios
vou fazer para protegê-la se descobrirem seu segredo. Amo-a, Penelope. Deus me ajude,
mas a amo. 
Penelope teria passado muito bem sem essa súplica a Deus, mas a declaração de
amor lhe caiu muito agradavelmente. 
-dentro de três dias -continuou ele- serei seu marido. Farei a solene promessa de a
proteger até que a morte nos separe. Entende o que significa isso? 
-Salvará-me de minotauros saqueadores?

    
Colin tem sido abençoado, tendo uma boa sorte na vida. Com uma família maravilhosa, cheia até as bordas com irmãos mais novos travessos e os mais velhos seguros e confiáveis, uma mãe maravilhosa as vezes equivocada, que o adora com  amor incondicional. O que ele mais poderia querer? Ele sabe a sorte que ele tem no mundo, mas Colin não pode evitar o

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Um Perfeito Cavalheiro - Julia Quinn

Um Perfeito Cavalheiro - Julia Quinn

Os Bridgertons #3

Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhce o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica. 



Opinião sobre o livro:


Enquanto O Visconde que me amava foi centrado pelo medo, Um perfeito cavalheiro e focado na identidade. Sophie Beckett é uma mulher com uma identidade incerta, filha ilegitima do conde de Penwood. Embora, que seu pai nunca a tenha reconhecido oficialmente, ela cresceu em sua casa e foi criada e educada como dama. Mas, tudo muda quando o conde se casa com uma viúva, Aramita, com suas duas filhas. A nova condessa ensinou a Sophie o que era sentir vergonha por ser bastarda. Durante anos, a menina foi odiada pela mulher que esperava que a olharia com um olhar de mãe e ridicularizada por suas filhas Posy e Rosamund. Com a súbita morte do conde, Sophie encontrou-se sem reconhecimento e sem dinheiro, empurrada a uma vida de servidão a mercê dos caprichos de Aramita.

"A condessa segurou o queixo de Sophie, apertou e puxou até que a menina foi forçada a fitá-la nos olhos.
– Escute o que vou dizer – continuou ela em tom ameaçador. – Você pode viver aqui em Penwood Park e pode ter aulas com minhas filhas, mas não passa de uma bastarda, e é tudo o que será. Nunca, nunca, cometa o erro de pensar que é tão boa quanto o resto de nós." 

Os anos se passam e seus sonhos são levados. Quando os convites para o baile de mascara dos Bridgertons chega, Sophie aproveita a chance para, por uma noite, ser mais do que a filha ilegitima desprezada, para ser só ela, uma mulher renascida com um mundo de possibilidades ao seus pés. Apenas uma noite, e uma noite não poderia causar qualquer dano. Mas ao entrar no baile de mascara, trajando um vestido prata deslumbrante, Sophie subestimou o poder de uma noite para transformar sua vida para sempre. 

"Sophie não o vira quando entrara no salão, mas sentira que havia algo mágico no ar. E quando ele surgira diante dela, como um príncipe de conto de fadas, de algum modo ela soube que ele tinha sido o motivo pelo qual ela entrara no baile de forma furtiva."

Alto, magro e incrivelmente bonito Benedict Bridgerton é o segundo filho. E de conhecimento da sociedade em geral os esquemas de matrimônios de sua mãe Violet. Mas quando ele avista uma mulher misteriosa em um maravilhoso vestido de prata, ele sabe que sua vida mudou

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

O Visconde que me amava - Julia Quinn

O Visconde Que Me Amava - Julia Quinn

Os Bridgertons #2

A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.

Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.

Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.

Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.

Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.



Opinião sobre o livro:

Depois de passar anos como um dos solteiros mais cobiçados, um dos libertinos mais notório de Londres, Anthony Bridgerton decide que é hora de sossegar e continuar a linhagem da família.  Ele sabe que o amor existe, pois seus pais eram um brilhante exemplo de um casamento amoroso e feliz. Ainda sim, ele não tem intenções de se apaixonar por sua futura pretendente. Como seu pai morreu muito jovem, Anthony acredita, embora que parece irracional, que ele também ira morrer jovem. E apaixonar - se é uma complicação que ele não precisa em sua vida já muito curta. Então ele sai pra cortejar a mais nova beleza da temporada, Edwina Sheffield. Ela preenche todos seus requisitos para ocupar o posto de esposa, uma mulher com quem ele nunca poderia vê a si mesmo apaixonar. Anthony só não contava com a intromissão de sua irmã mais velha, uma senhorita irritante que vem despertando desejos de uma maneira que nenhuma outra jamais conseguiu. 


"– As mulheres não deveriam ter bichinhos de estimação se não conseguem controlá-los.
– E os homens não deveriam levar as mulheres com bichinhos de estimação para uma volta no parque se não podem controlar nenhum deles – retrucou ela. Anthony sentiu as pontas das orelhas esquentando com a raiva mal controlada.
– A senhorita é uma ameaça à sociedade."


Kate Sheffield não ira permitir que Anthony Bridgerton chegue perto de sua irmã, ela promete fazer o que for preciso para interferir no cortejo do visconde libertino. Mas no processo acaba se metendo em algumas situações bizarras que a coloca em proximidade com o próprio. Seus encontros com Anthony a deixa incomodada, confusa e logo quando Kate e sua família são convidados para uma festa na propriedade rural dos Bridgertons, ela descobre um lado do visconde que muda totalmente sua opinião sobre ele. Em pouco tempo, ela se vê caída pelo malandro, porém uma mudança inesperada dos acontecimentos os deixa comprometidos, e os dois vão correndo pro altar afim de evitar um escândalo. Anthony pode ter afirmado que ele nunca ira ama-la, mas Kate não está disposta a desistir de seu novo marido tão facilmente. 


“Não há muito a falar sobre Londres, pois várias pessoas estão em Kent, na casa de campo dos Bridgertons. Esta autora mal pode imaginar todas as fofocas que, em breve, vão chegar à cidade. Haverá um escândalo, não é? Sempre há um escândalo
      
Sendo o segundo livro da Saga: Os Bridgertons, O Visconde que me amava, foi uma leitura levemente divertida ao mesmo tempo continha alguns cenas bem comoventes. Embora, que em alguns momentos achei os diálogos carregado, tornando a leitura um pouco cansativa. Fora isso, teve diversas situações super divertidas, que arrancaram varias risadas. Aqui tanto o mocinho quanto a mocinha, tem seus demônios a serem superados, foi muito bonito a forma como eles se apoiaram mutuamente para superar essas dificuldades, mostrando o quanto eles realmente se importam um com o outro. 

- Morda a lingua, Edwina. Você na vai ter nada com o visconde Bridgerton. Todos sabem que ele é o pior tipo de libertino. Na verdade, ele é o pior libertino de todos, ponto final. Em toda Londres. No país inteiro!

Anthony tinha dezoito anos quando teve que crescer cedo demais, torna se o homem da família depois da morte de seu pai em uma idade jovem. Como consequência, ele acredita

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

O Duque e Eu - Julia Quinn

O Duque e Eu - Julia Quinn

Os Bridgertons #1

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.
Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Opinião sobre o livro:

Implacavelmente perseguido por "mamães casadouras", Simon Basset, o duque de Hastings, está cansado desta perseguição social. Assim como a adorável Daphne Bridgerton, cujo a mãe com o espirito matrimonial está decidida a encontrar o marido perfeito pra filha. Portanto, nem Simon, nem Daphne estão satisfeitos com o espirito das coisa, e dariam qualquer coisa por um pouco de paz e tranquilidade. O desejo mutuo por uma pausa das perseguições, os levam a um acordo. Porém, o duque não esperava uma atração mutua que levaria direto pro caminho que ele jurou evitar: O casamento

O Duque e eu é o primeiro livro da Saga: Família Bridgerton, composta por 8 livros que narram a divertidas aventuras desta grande e bagunceira família. A saga pode ser lida separadamente, embora eu aconselho lê-los na ordem. 


"Os Bridgerton são, de longe, a família mais fértil da alta sociedade. Essa qualidade da viscondessa e do falecido visconde é admirável, embora se possa dizer que suas escolhas de nomes para os filhos sejam bastante infelizes. Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth. É claro que a organização é sempre algo benéfico. Mas seria de se esperar que pais inteligentes fossem capazes de mantes os filhos na linha sem precisar escolher seus nomes em ordem alfabética.
Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown, 26 de Abril de 1813”


Nesse primeiro volume conhecemos a historia de Daphne, a quarta irmã, mas a mais velha entra as moças. E Simon Basset, e agora Duque de Hastings o qual teve uma difícil infância. Sua mãe morreu no parto e seu pai foi um homem frio, que o rejeitou desde novo por ele sofrer uma terrível gagueira. Apesar, ou talvez por causa dos insultos de seu pai, Simon decidiu teimosamente que seria o melhor. Com a ajuda de sua dedicada babá, aprendeu a controlar sua fala e com sua inteligencia foi capaz de desfrutar de uma ótima educação. O duque se transformou em um homem bom e gentil, mas se encontrava profundamente amargura e ressentido com seu pai depois de anos de abuso emocional constante e pra se "vingar" jurou nunca se casar ou ter filhos.

“Simon sentiu no âmago a rejeição do pai. Experimentou uma espécie peculiar de dor tomando conta de seu corpo e envolvendo o coração. E, conforme o ódio lhe invadia e transbordava por seus olhos, ele fez uma promessa solene. Se não podia ser o filho que o pai queria, então seria exatamente o oposto.”

Em sentido oposto a educação de Simon, temos Daphne Bridgerton que cresceu em um lar